Deixe um comentário

A razão e a falta de razão do torcedor



* por Victor Esteves, direto do Buteco do Flamengo

Nem todo torcedor é igual. Neste último jogo, quando o coro de “burro” foi ouvido, por exemplo, não vejo como o Lourenço podia evitar substituir o Pet em campo. Ficou claro que o Pet não está ainda (tenho esperança que isso ainda seja possível) em forma para jogar 90 minutos seguidos. É claro que os poucos minutos de acerto do Pet valem por um campeonato inteiro de jogadores menos favorecidos de talento, como alguns que habitam a Gávea. Mas naquele momento, a substituição era necessária. Em outro momento, a torcida pedia “Raça”. Foi raça que faltou ao time ou foi categoria mesmo, e principalmente treinamento e precisão no chamado último passe ?
Que fique claro que este texto não pretende dizer que está tudo ótimo e que o nosso treinador é o mais indicado para o longo e duro campeonato brasileiro que temos pela frente. O objetivo não é tecer elogios para a diretoria só porque renovou com o Pet ou porque algumas notícias de renovações ou de tentativas de contratações começaram a aparecer na imprensa. É claro que tudo isso podia já estar melhor encaminhado. Mas o fato é que a torcida não se comporta sob o efeito da razão quando a paixão está em jogo. Terminar o jogo em um 4-3-3, com três atacantes, é a “cara” do Flamengo que a maior parte da torcida quer em campo. Tá certo que a qualidade deste 3 atacantes podia ser melhor, mas olhem bem o nosso banco para a partida.
E mesmo na escalação que entrou em campo, o que cada um dos leitores faria de diferente, com os jogadores disponíveis ? Apesar de todos os jogadores terem cometidos erros, algumas coisas boas apareceram neste jogo. Como sempre, nem todos vão concordar, mas é preciso expor as opiniões contrárias.
O Camacho, por exemplo. Ele não jogou da mesma forma durante todo o jogo. Teve momentos em que ele simplesmente sumiu de campo. Em outras bolas, errou o passe e perdeu a bola. Mas teve momentos de grande lucidez, abriu o jogo pelas laterais, teve participação no desarme defensivo, partiu para cima quando podia, e mesmo quando perdia a jogada, corria atrás até recuperar a posse de bola. Treinado, em boa condição física, tem grandes chances de ser muito útil à equipe do Flamengo.
Outro jovem que entrou na fogueira : Diego Maurício. Parece um atacante do tipo trombador, mas protege bem a bola, procura o companheiro mais bem colocado para passar a bola, tem um porte físico que destoa da média de aspirantes que chega na equipe principal, enfim, é outro que, bem treinado e em fisicamente em forma, pode até ser o companheiro ideal de ataque caso não venham todas as contratações que tanto esperamos que sejam anunciadas, já que o Império do Amor se desmilinguiu mesmo. Me dá mais esperança do que esperar um passe perfeito do Ramon, por exemplo, ou que o Gil desencante e jogue um futebol próximo do que o levou a manter as esperanças de ser um jogador deste esporte.
Outra coisa boa foi a volta do Maldonado. Com ele o time tem outra organização. É claro que fica difícil de falar em organização com um time que nunca treinou junto, e que entra em campo sem dispor do seu elenco completo. Aliás, o mesmo problema do Grêmio. Mas o time saiu dos 3 zagueiros e a impressão que dá é que até melhorou seu posicionamento defensivo. Entendo que isso se deve ao Maldonado, que deu carrinho, tirou bola no bico da área e foi um gigante neste jogo de anões. Digo jogo de anões porque um jogo com quase 90 passes errados não pode ser chamado de “bom espetáculo”. Mas isso reflete, mais uma vez, a falta de treinamento. A impressão que dá é que o time treina quando joga. É em campo, valendo, que o Rogério faz as suas experiências. Algumas podem dar certo, outras não. Mas ele não foi burro nem faltou raça ao time.
Por fim, vale frisar apenas que o fato de tentar enxergar coisas boas nestas partidas sofridas que estamos assistindo não significa aprovar o que está acontecendo no Flamengo. Ou melhor, o que NÃO está acontecendo. Tenho esperança de que todo o movimento que se espalhou por blogs e fóruns, twitter e email, acabe sendo importante para alterar o panorama de Inação e não faça a Nação ser iludida por uma renovação aqui ou uma notícia esperançosa ali.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: