Deixe um comentário

Calúnia do Rúbio Negrão

Entre o craque em atividade, com plenas e totais condições de jogo competitivo, e o craque aposentado, gordo e desbragado (antes que pensem besteira, sugiro que vão ao Aurélio), o Flamengo optou por quem não anda em campo.

Entre o craque que se jurava flamenguista, e o craque gremista de coração, o Flamengo mereceu aquele que respeita a torcida e a Instituição. Aquele que mostrou que não é preciso ser rubro-negro para saber o que é o Flamengo.

Mas é difícil fugir à comparação aparentemente inevitável. Apesar de R9 e R10 terem feito opções diferentes em várias áreas de suas vidas, ambos representam o que de melhor houve no futebol brasileiro em anos recentes. A grande diferença é que enquanto o R9 é o melhor jogador que já defendeu as cores do seu clube atual, sendo aquele que transforma um time mediano numa boa equipe, o R10 é apenas mais um craque no panteão rubro-negro, e a cereja do bolo que será preparado por um Thiago Neves, um Bottinelli, um DM e um Léo Moura.

R10 não veio para resolver todos os problemas de um time ruim, e sim como o toque final, o diferencial, o fator de desequilíbrio de um time cheio de boas opções.

Resumo da ópera-bufa: enquanto R9 está no bagaço, R10 está fisicamente inteiro, completo, se é que vocês me entendem. Sem falar que, caso decida desfrutar a esbórnia, a comissão técnica do Luxemburgo precisará apenas proibir a entrada de mulheres, e tão somente mulheres na concentração.

O único senão, na minha humilde opinião, é que a contratação do R10 “estragou” a torcida do Flamengo. Por exemplo: o Thiago Neves, que seria recebido como um novo Pedro Álvares Cabral no Vasco da Gama, quase passou despercebido por aqui. Depois de receber o R10, não me imagino mais vibrando com a eventual contratação de Juan, Aírton, Luis Fabiano ou mesmo R9.

Depois do R10, o negócio passou a ser investir na base, só pra não ter de contratar barangas a granel. E felizmente a nossa base promete. Os garotos já demonstram personalidade suficiente para atuar no elenco profissional: na hora do gol, afastam os companheiros, correm para as câmeras, dançam, vão pra galera, e chegam até a fazer aquele “carão” das modelos profissionais…


Duplex Toc Zen

1 – Tabajara: Acompanhando pela TV a esculhambação, aliás, apresentação do R10 e do Love (esta com uns 4 anos de antecipação), levei um baita susto quando o Marrentinho Carioca apareceu no palco, bem ao lado dos dois. Menos mal que era só o Ivo Meirelles.

2 – Coitos interruptos: Eu já estava feliz da vida com a contratação do R10. Aí, quando li que o Corinthians tinha contratado o peruano, fui literalmente à loucura! Mas como nem tudo é perfeito, o peruano era outro.

3 – Dirigente: Mas jogada KaeLiana mesmo quem fez foi o Sanchez: estava entre Ronaldinho, Luis Fabiano e Luis Ramírez. Adivinhem quem veio?

4 – R9 ou R10?: Apesar de contar agora com o R10, o Flamengo 2011 está mais para o R9: imprevisível na frente, vulnerável atrás.

5 – Goleiro: Andrés x Felipe já se estranharam. Mas após o episódio do 1 milhão e 800 mil para o R10, fiquei duplamente feliz ao constatar que contratamos um goleiro de excelente caráter.

6 – Zaga: O Jean consegue ser perigosíssimo mesmo não sendo um atacante matador.

7 – Laterais: Após a saída do Juan, o Flamengo deixou de ter os dois melhores laterais do país. Agora tem o melhor e o pior. (E o segundo pior também!)

8 – Meia-armador: O nosso pollo já bate faltas como se fosse um galo. Se ainda por cima não perder seu tempo perseguindo galinhas, estamos feitos.

9 – Meias-atacantes: Ano passado não tínhamos. Este ano, ganhamos dois de uma tacada. Um, o mais famoso, ficou com a 10. O outro, vai se contentar com a velocidade 7.

99 – Meias-solas: Deivid e Wanderley.

11 – Meio-homem: O passado do Thiago Neves não me incomoda nem o condena. Quando se trata de créu, prefiro jogador que dançou a jogador que levou.

12 – Star Wars: Otimismo sim. Temos o R10. Leviandade não. Temos o R2D2, vulgo Deivid.

13 – Discrição: E o Juan, hein? Quem diria… Acabou indo pro SPFW. Ficou anos no Flamengo sem nunca deixar transparecer nada…

14 – “Flamengo é Flamengo”: Não bastasse já ter quase 40 milhões de torcedores, descobriu-se agora que até o próprio Flamengo também é Flamengo.

15 – Utilidade pública: As co-comentaristas do Echo que lamentam a falta de um zagueiro-zagueiro símbolo sexual devem clicar aqui.

16 – Cartilha futebolística: Daqui a pouco estrearemos oficialmente na temporada 2011. Pena que seja com o time B. Mas é melhor jogar a Série A com o time B do que jogar a Série B com o time A.

E nada mais faço.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: