Deixe um comentário

Flamengo – Campeão Brasileiro de 1980

COLUNA DE SEGUNDA-FEIRA
Hermínio Correa

O dia em que rasgam nosso passado

Olá pessoal, Saudações Rubro Negras!
Confesso carregar certa tristeza nessa manhã de segunda.

Sei que o Flamengo jogou ontem pela sétima rodada da Taça Guanabara. Manteve os 100% de aproveitamento, mesmo em uma tarde de pouco – ou nada – de futebol.

Flamengo – Campeão Brasileiro de 1982

Sei que muitos estarão mais preocupados em discutir a evidente desorganização tática do time, ou ainda aquilo que já se torna óbvio: Vanderlei Luxemburgo se mostra incapaz até o momento de ajustar essa equipe esteja o vento de Macaé contra ou a favor.

Sei que quarta é dia de estréia na Copa do Brasil, em Maceió, contra o Murici.

Sei também que mesmo aos trancos e barrancos teremos a semifinal de domingo contra o Botafogo jogo, aliás, em que faltando ou sobrando organização tática, seja na técnica ou na base da raça, estarei torcendo incondicionalmente para o Flamengo vencer.

Flamengo – Campeão Brasileiro de 1983

Poderíamos discutir quaisquer desses assuntos. Mas hoje, confesso, me sinto com o orgulho Rubro Negro ferido.

O assunto é chato, irritante mas sim, carrego comigo certa revolta pela entrega da taça das Bolinhas ao São Paulo.

É duro assistir a isso quieto.

Flamengo – Campeão Brasileiro de 1987

Ver a Taça das Bolinhas entregue a outro time não nos diminui, não tira de nós a grandeza, a honra de quem é Hexacampeão Brasileiro.

Assim como não desfaz a genialidade de Nunes no gol de 1980.

Não corta o belo lançamento de Zico para a conclusão de Nunes no gol de 1982.

Não desvia a cabeçada de Adílio aos 44 do segundo tempo em 1983.

Não impede o passe milimétrico de Andrade nem ganha a dividida com Bebeto em 1987.

Flamengo – Campeão Brasileiro de 1992

Não alcança a falta cobrada por Junior em 1992;

Não tira a bola da cabeça de Angelim em 2009.

Mas a incompetência daqueles que permitiram que esse assunto chegasse a 2011, essa sim, nos tira a taça.

É por respeito e agradecimento ao suor e sangue derramados por atletas e torcedores, que ao longo de tantos anos construíram os seis títulos nacionais do Flamengo, que hoje me sinto assim.

Ao São Paulo, a taça.

Ao Bahia, Botafogo, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras e Santos, o reconhecimento de seus títulos passados.

Flamengo – Campeão Brasileiro de 2009

E ao Flamengo?

Ao Flamengo, a inércia e o silêncio.

Nenhuma postura mais efetiva em relação a CBF;

Nenhuma nota ou carta em resposta ao São Paulo, que ontem escreveu carta aberta para a Presidência do clube;

Nenhuma postura frente ao “Clube dos Treze”, do qual Patrícia Amorim e Juvenal Juvencio são “parceiros” na composição da Vice Presidência.

Hoje estão rasgando nosso passado. E infelizmente, o Flamengo é conivente com isso desde 1992.

Grande Abraço, até segunda e Saudações Rubro Negras, sempre!

Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: