Deixe um comentário





FLAMENGÔMETRO nº 47

NÃO À BEBETIZAÇÃO DE RONALDINHO

Não entendam isso como desdém em relação as grandes qualidades do nosso ex-ídolo Bebeto, seu talento para a artilharia, seu toque refinado, e seu comportamento impecável dentro e fora dos campos. Mas o bom baiano Bebeto padeceu durante toda sua carreira de um incômodo defeito que o atrapalhava muito: sua excessiva timidez e vulnerabilidade à pressão que levaram muitas vezes a um acomodamento e um certo descontrole emocional. Enquanto outros craques como Zico, Renato, Romário, e até mesmo Adriano chamavam a responsabilidade para si, mesmo quando não estavam bem, na base do “joga pra mim que eu resolvo”, em Bebeto a responsabilidade era um peso grande demais, ele sumia, aceitava passivamente a marcação. Depois que quase três meses jogando com o Manto Sagrado, eu confesso que, temerosamente, começo a sentir uma certa “bebetização” no Ronaldinho – torço para estar enganado. Um gênio com o futebol que ele tem não pode abrir mão ser mais decisivo, mais eficiente, mais definidor – e não entendam isso como uma crítica precipitada ao pênalti perdido. Erros acontecem, o que me incomoda é que ele vem colocando seu potencial em prática. Para um jogador já veterano e experiente como ele, lidar com o pressão de ser o nº1 do time deveria ser algo corriqueiro.
Também incomoda a dificuldade que o time vem tendo para fazer gols: em quase todos os jogos, o primeiro tempo termina em zero. Com tantas partidas, seria de se esperar uma evolução no time, que parece estagnado, amarrado, preso, dependendo de lampejos ou acertos esporádicos. O jogo com o Horizonte traz este perigo: um ataque estranhamente ineficiente contra um adversário desconhecido que será todo defesa. Como o Flamengo irá se portar? Vanderlei está conseguindo detectar os pontos fracos para consertá-los?
A queda no Flamengômetro é o resultado do acúmulo de empates, que acabaram baixando o aproveitamento. Os valores ainda são relativamente altos, 77%, mas a curva em descendente preocupa.
ps: leio agora que Luxa pretende escalar o time com Renato na esquerda, e Wanderley e Negueba no ataque. Uma formação interessante, espero que dê certo.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: