Deixe um comentário



FLAMENGÔMETRO nº 54

QUE TERMINE COMO COMEÇOU

Uma vitória de 4×0, depois de tanto tempo, é sempre algo para se comemorar. Não importa se era o misto do Avaí, afinal de contas, a Lei de Murphy futebolística já aprontou muitas surpresas desagradáveis para o Flamengo nas épocas de vacas magras. O favoritismo era absoluto, e o time soube exercê-lo com precisão. Mas isso tudo é passado, e agora temos diante de nós um imprevisível Bahia, que vem de um primeiro semestre chinfrim, onde foi mal até no Campeonato Baiano, e ainda foi eliminado na Copa do Brasil pelo fraco Atlético Paranaense com uma retumbante goleada. No desespero, contrataram uma penca de jogadores, muitos dos quais com passagens contestadas pelo Rio de Janeiro, incluindo duas “crias” nossas, Lomba e Camacho. Cabe ao Flamengo mostrar que a primeira partida não foi um acidente e ir para a Bahia com o único objetivo de vencer. Não importa se a partida é fora, se os adversários estão motivados por voltar à Primeirona depois de tanto tempo (desde aquele 6×0 que sapecamos neles) e pelo rebaixamento simultâneo do arquirrival Vitória e, tomara, que o juiz não apronte nenhuma gracinha querendo agradar o time da casa. Ronaldinho Gaúcho vem de uma grande partida, o time mostra sinais de um possível amadurecimento, e só temos a lamentar a panaquice do Willians, que fez aquela lambança no treino e não joga, punido com justiça (e que o Fernando entre com a mesma tranquilidade com que bateu aquele pênalti na semifinal da Taça Rio).

Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: