Deixe um comentário

TEM CONSERTO?


Depois dos investimentos feitos, depois do esforço e do trabalho de convencimento, depois de toda a cooperação e alianças formadas, não dá pra acreditar que a administração do Flamengo vai deixar tudo ir por água abaixo sem nem sequer tentar um esforço especial para reverter o quadro atual de ruptura entre jogadores e WL. É imprescindível chamar à responsabilidade, principalmente os líderes do grupo, tipo LM, Renato, etc. Teria, por exemplo, que mostrar os jogos contra Ceará, Bahia, etc e como a equipe tinha chegado num padrão promissor e, do dia prá noite, como num passe de mágica, regrediu sem mais nem menos: se não há explicação, e pela lógica não há, teria que haver um posicionamento e uma cobrança firmes. Na verdade nem sei se há conserto possível a esta altura dos acontecimentos, mas uma coisa é certa: tinha que fazer um extraordinário esforço para tentar.
Então, d. Patrícia, este é o seu desafio, até mesmo porque está acabando o muro. Diria que, para suas ambições maiores, que todos nós sabemos que não estão na Gávea, é sua oportunidade de conquistar efetivamente a maioria de seu futuro eleitorado. A menos que você esteja fazendo planos de voltar sua plataforma para o arco-íris e capitalizar o sentimento de revanche eterna deles contra nós. Mas aí já é outro tipo de conversa, não fiz residência e não me sinto à altura de opinar.

************************************************************
Sobre os laterais da Copinha, pergunto: considerando a escassez absoluta de laterais razoáveis no Brasil, não é o caso de fazer um esforço extraordinário e tentar, tanto quanto for necessário, agir pragmaticamente ao invés de reagir com o fígado?

************************************************************
Com referencia ao jogo de terça em Lima, obviamente o time se ressentiu de uma preparação melhor com relação às inevitáveis ações paralelas em benefício dos times da casa, não houve maturidade e perdemos. Mas o placar não tem nada a ver com o jogo. Até o quarto gol o time jogava de igual para igual e partia para cima decidido a recuperar o prejuízo. Obviamente, com 2 a menos, o risco aumentou demais e podia acontecer o que aconteceu. Mas só após o quarto gol o time entregou os pontos e o quinto saiu numa jogada em que o cara driblou cinco jogadores do Flamengo sem nenhum combate, antes de passar a bola. Uma pena.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: