Deixe um comentário


FLAMENGÔMETRO nº 66

A RAPOSA E AS UVAS
Considero que a vitória do Grêmio teve sua importância por  vermos que o time não se deslumbrou após a vitória épica da Vila Belmiro. É irônico que um time com tantos problemas na defesa e no ataque venha se saindo tão bem, mesmo sem ter feito grandes contratações no meio do ano. Só não entendo os elogios e as manchetes falando da “boa fase de Deivid”. O nosso centroavante está sempre atrasado, ou então se coloca temerariamente em posição de impedimento em quase todo os ataques rubro-negros!  O Flamengômetro recuperou sua curva ascendente chegando a 77%, a maior marca desde o início do Brasileiro.Se antes o perigo era a pressão e a cobrança por melhores resultados, a armadilha agora passa a ser o perigo de cair no oba-oba dos bajuladores de ocasião. O próximo adversário é o Cruzeiro, um time que nos derrotou seguidamente nos últimos anos, e eu gostaria muito de ver o Fla de Luxemburgo interromper esta sequência incômoda. Teremos Montillo e Joel “Retrancation” Santana pela frente. Mais um jogão por vir?
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: