Deixe um comentário

Velha roupa colorida

O Flamengo, ainda aos arrastos e com a cabeça sabe-se lá aonde, mostrou no amistoso contra o Corinthians os mesmos pecados de 2011. Saída de bola confusa com direito a entregadas juvenis, erros de passe em profusão, um buraco onde deveria estar a armação e ninguém para fazer as ultrapassagens com os laterais, pobres laterais, que pagam o pato.
Itamar não é uma aposta. É só mais uma história mal explicada. Ficou no limbo muito tempo e ressurgiu no Flamengo. Coincidentemente, “treinava” no Centro de Treinamentos do empresário Sérgio Malucelli, local onde o Flamengo faz a pré-temporada pelo segundo ano consecutivo graças à amizade de seu proprietário com o treinador rubro-negro. Amizade, sociedade, que diferença faz?
Em campo, que é o que interessa (é?), Itamar se mostrou uma lástima. Se Deivid perdeu gols feitos em 2011, fez tantos outros. Mas Itamar conseguiu perder, na pequena área, de frente pro crime, um gol que nem Deivid nos piores dias perdeu. A bola não passou nem perto da meta corintiana. Eu já fiquei fulo com gols perdidos pelo Flamengo, triste, pasmo. Constrangido foi a primeira vez.
Em ritmo de treino, o Corinthians abriu 2×0. Primeiro, um falha a la Welinton de Airton e o golaço de Alex. Depois, Liedson se livrou de Welinton como se o zagueiro fosse um saco de batatas jogado na área e chutou no contrapé de Felipe.
No segundo tempo, com os times reservas, o Flamengo foi melhor. Teve vontade, vejam só. Bottinelli foi bem de novo, mas chamo a atenção para o garoto Lucas (@lucassouza92 ), que depois de começar bastante nervoso, construiu o gol de Botti e ainda deu um bom chute de fora da área. Negueba, embora neguebando como sempre, correu mais do que costume, sem guardar posição e foi premiado com o gol de empate.
Luxemburgo tem o direito de reclamar da diretoria pra lá de amadora, mas é culpa só dele o time até hoje ser um fracasso coletivo – já foi assim em 2011, até Maestro Júnior disse isso na transmissão da Globo. E continua insistindo com Renato, que foi abrir uma bola para Júnior César e quase mandou na arquibancada.
Os mesmos erros de 2011. Não, não me falem em falta de ritmo. Com preparo físico, a única diferença é que os erros aconteceriam com maior velocidade. Luxemburgo justificou tudo em 2012 com o tal projeto. Bom, não é possível que no projeto estivesse começar 2012 aos cacos. Como na música de Belchior imortalizada por Elis, o passado é uma roupa que não nos serve mais.
foto Vipcomm
Flamengo 2×2 Corinthians
15 de janeiro de 2012 – Amistoso
Estádio do Café – Londrina
Público: 22.093 pagantes
Árbitro: Leandro Júnior Hermes
Flamengo: Felipe (Paulo Victor), Léo Moura (João Felipe), Alex Silva (Gustavo),
Welinton (David Braz) e Junior Cesar (Magal); Airton (Muralha), Willians
 (Luiz Antônio), Renato (Camacho) e Ronaldinho Gaúcho (Bottinelli);
Deivid (Negueba) e Itamar (Lucas). Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Corinthians: Julio Cesar (Danilo); Alessandro (Nenê Bonilha), Paulo André (Chicão),
Leandro Castán (Wallace) e Fábio Santos (Ramon); Ralf (Willian Arão),
Paulinho (Edenílson), Alex (Ramírez) e Danilo (Willian); Emerson (Jorge
Henrique) e Liedson (Adriano). Técnico: Cléber Xavier 
Gols: Alex aos 25 e Liedson aos 45 do 1º tempo; Bottinelli aos 22 e Negueba aos 35 do 2º tempo.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: