Deixe um comentário

El Granate já aguarda por R10 e cia (fonte: www.clublanus.com)

Libertadores 2012 – A terceira batalha: O perigoso Lanus, em Buenos Aires
Na próxima quarta o Flamengo inicia sua caminhada na fase de grupos da Copa Libertadores 2012 frente ao Lanus, time do município de mesmo nome na grande Buenos Aires;

A equipe Argentina conseguiu sua classificação ao obter a maior pontuação agregada de 2011, principalmente após a boa campanha em que foi vice campeã do Torneio Clausura (primeiro semestre).

Atualmente, o Lanus vice um momento de reafirmação: Desde o inicio do ano foram quatro amistosos (um empate e três vitórias). Na última terça feira a equipe acabou precocemente eliminada da Copa da Argentina (uma reedição da competição disputada em sua última vez ainda na década de 70 – uma espécie de Copa do Brasil mais inchada) após revés frente ao Barracas Central, equipe da terceira divisão Argentina.

Esta eliminação gerou protestos públicos do presidente do clube, Nicolas Russo, que questionou com veemência o comprometimento dos jogadores do elenco.

Já na sexta feira na estréia do Torneio Clausura, a equipe atuou de forma contundente e não tomou conhecimento do San Lorenzo aplicando uma goleada de 4×1, o que trouxe certo alívio ao ambiente do Lanus.

Nessa partida em especial, ficaram claras duas virtudes de nosso adversário. A primeira delas é a força ofensiva de um time que não desperdiçou as recorrentes falhas apresentadas pelo sistema defensivo do San Lorenzo: Foram três gols em menos de 30 minutos de jogo, todos eles fruto de jogadas de bolas alçadas na área. A segunda virtude é a forma veloz em que a equipe abre seus contra ataques.

Ambas devem ter uma atenção toda especial de Joel Santana na forma em que o Flamengo se posicionará em campo neste confronto. Isto porque nossa zaga também não tem inspirado grande confiança, sobretudo em jogadas aéreas. Além disso, tem-se que dificultar as saídas em velocidade do adversário sem que isso imobilize nossos homens de meio campo.

A principal arma ofensiva do Lanus, Mariano “El tanque” Pavone, é um atacante perigoso, que sabe proteger muito bem a bola, sabe concluir com categoria e como a maioria dos jogadores argentinos atua como se não houvesse bola perdida. Precisa de uma atenção especial principalmente dentro da grande área.

O importante é tentar reter ao máximo a posse de bola, ter tranqüilidade principalmente nos minutos iniciais em que certamente haverá maior pressão do adversário e lembrar que em termos de libertadores, é fundamental buscar a vitória mesmo fora de casa. Para isso, é necessário ter mais regularidade durante toda a partida com uma preocupação especial em eliminar algo preocupante observado nessa temporada: a recorrente queda de ritmo principalmente na segunda etapa das partidas.

Olho na arbitragem
A partida ficará a cargo do trio Uruguaio comandado por Roberto Silvera que apitou o empate de 2×2 entre Flamengo e Universidad de Chile, no Rio de Janeiro, pela fase de grupos da Libertadores 2010 (o jogo adiado pelas chuvas), a segunda partida do Flamengo contra o Corinthians, em São Paulo, pelas oitavas de final da mesma competição e a segunda partida contra o mesmo Universidad de Chile em Santiago, vitória do Flamengo por 2×1 que não impediu a eliminação nas quartas de final.

Lanus (Arg), quarta, 15 de fevereiro de 2012: É o Mengão em sua terceira batalha na busca pela conquista da América.

Grande abraço a todos e Saudações Rubro Negras, sempre!

Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: