Deixe um comentário

Calúnia do Rúbio Negrão

Aí a madama contrata a doméstica para cuidar dos seus 350m2 em Ipanema. A moça pode ser honestíssima, como também pode ser uma aspirante ao quadro de árbitros da FIFA, mas a madama só saberá ao certo quando retornar das compras diárias no shopping no final da tarde.

Agora suponhamos que, a despeito da incerteza sobre a índole da nova criada, a patroa resolva deixar as suas joias fora do cofre, em cima da cama. Se na volta do shopping ela não mais encontrá-las lá, e muito menos a tal empregada no apartamento, de quem terá sido a culpa: da dondoca ou da serviçal?

A madama terá dado, sim, uma senhora mole, mas, por outro lado, ela tem todo o direito de deixar as suas joias onde bem preferir.

Já a doméstica poderá alegar que a ocasião a fez ladra, e que não é culpada por nada, além de ser uma vítima yada yada yada.
Transportando essa situação nem tão insólita assim para o âmbito (Âmbito: ex-Bragantino, Guarani e Portuguesa Santista; piada interna com o @maxamaral do Blog da Flamengonet) esportivo, o Flamengo tem culpa pelas tungas que frequentemente sofre, ou se trata de uma simples vítima do despreparo, principalmente moral, dos nossos juízes?

Sim, concordo plenamente com os que afirmam ser ridículo o Flamengo culpar o juiz, os bandeirinhas, os gandulas, os objetos ou mesmo os dejetos atirados no campo pela torcida adversária por suas derrotas. Time grande tem que jogar deixando sempre uma margem de erro para que nela se refestelem o acaso e os mal-intencionados. Panes ocorreram até à Seleção Rubro-Negra de Zico, mas graças a essa buffer zone, que nossos craques de antanho sabiam tão bem implementar, muitas injustiças (e catástrofes) foram evitadas.

Por outro lado, há um conceito denominado legalidade, de que os arcoirenses usam e abusam para deslegitimar nosso legítimo título brasileiro da Série A de 87, ao dizer que foi ganho apenas no campo, e não no tapetão. Ora, se a legalidade pode ser usada contra o Flamengo, por que não a favor? Ao ser prejudicado mediante o desrespeito à lei, me torno um legalista ferrenho! Se o flamenguista não deve ficar de mimimi e chororô, também não é obrigado ao ti-ti-ti e risosô quando se vê assaltado em plena luz do dia! (Exceto, claro, no Engenhão, onde está sempre escuro.)

Jogar mal é jogar mal, mas roubo é roubo.

Cenão vejemos (errado mesmo, porque também preciso atingir as camadas C e D): se eu compro um ingresso, pago o pay-per-view ou mesmo coloco duas pilhas pequenas no meu radinho para acompanhar uma partida do meu time, não tenho direito a reclamar caso o banheiro do estádio esteja um nojo, ou se o sinal da TV estiver caindo, ou se o som do radinho estiver “picotando”?

Agora, se o juiz e seus asseclas, digo, auxiliares deixam de marcar um impedimento escandaloso do atacante adversário, ou um pênalti clamoroso no nosso, eu não posso ficar indignado, sob pena de me tornar um “mimimento” ou “chororento”?

Aí o nobre colega do GE me diz no Twitter que não há conspiração nem roubalheira no futebol brasileiro…

Sim, amigos: da noite para o dia, num passe de mágica mais belo até que qualquer um do próprio Zico, o futebol dirigido pela CBF se transformou num santuário de pureza e honestidade, onde os justos da humanidade se reúnem para zelar pelo bem de todos.

Da noite para o dia passamos a viver na Suíça, na Escandinávia. Enquanto as seções “Política“Mundo“Cidade e “Economia dos jornais estão repletas de fraudes, injustiças, imundícies e armações mil, a seção Esportes é imaculada.

Porém, o pior de tudo é ver a mídia nacional, que passou aos trancos e barrancos pelos anos de chumbo, policiando opiniões…

Porque respeito profundamente os adeptos do estoicismo, mas não os da ingenuidade. Falcatruas, principalmente no futebol, a mim me tiram do sério. Quem as quiser aturar, que as ature, quem as quiser relevar, que as releve, pero que las hay, las hay. E las hay pra cacete!

Mas calarei as minhas teorias, senão já, já começarei a sofrer bullying.

Ou pior: trolling.


Duplex Toc Zen

1 – Pergunta-se: Como o Flamengo quer ganhar outra Libertadores se não dá conta nem da roubalheira dos juízes num simples Cariocão?

2 – Campanha pelo uso mais frequente do uniforme II: Para que árbitros mal-intencionados fiquem intimidados com o colarinho branco.

3 – Se juiz de futebol não rouba: Por que os jogadores lançam as suas mãos ao alto depois de cada lance? 

4 – Probidade a toda prova: Por que quando o jogador força o terceiro cartão amarelo o STJD cai matando, mas quando quem o força é o árbitro ou a CBF fica tudo por isso mesmo?

5 – “Willians aceita desculpas de Tony”: Agora faltam só 40 milhões de pessoas.

6 – Cascão, Ronaldinho Gaúcho, Diego, Assis, Xaveco, Capitão Feio…: Quando olho o noticiário do Flamengo, às vezes penso que estou lendo um gibi do Maurício de Souza.

7 – “Juninho Pernambucano renova com reajuste até a metade de 2012”: Meus parabéns! Jogador consciente pensa no povão e inflaciona o salário-mínimo. 

8 – Dívida cruel: Ou os atuais mandatários do Flamengo não sabem o que estão fazendo ou sabem até demais.

9 – Contratamos um treinador folclórico por termos no elenco: A Mula sem cabeça19, o Saci11, o Curupira9 e a Cuca10.

99 – 4 gols em 5 jogos: Que Love, que nada. O Vagner é Phoda.

11 – Se funcionar, a dupla Love-Ronaldinho será “O Amor é Dez”: Se falhar, “Dezamor”.

12 – Aírton, Willians e Renato Abreu vetados: Certos estavam os que diziam ser Nelson Rodrigues um rubro-negro enrustido, porque passamos a ser treinados pelo Sobrenatural de Almeida em pessoa.

13 – Flamengo x Emelec sem TV e rádio: Eu já tinha ficado de fora de treino secreto, mas de jogo secreto será a primeira vez.

14 – “[Bottinelli] é mais um dos argentinos ‘made in Paraguay’” – Ricardo Mengão: Concordo plenamente. Da mesma forma que há zagueiros-zagueiros, deveria haver argentinos-argentinos.

15 – O mais paraguaio dos argentinos tinha que ter nome genérico: Graças à agressividade na marcação ao adversário, doravante “Battinelle”.

16 – Resumo da ópera: O Bottinelli não serve nem pra time pequeno, porque não sabe bater sem ser expulso.

17 – Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao):

“Brasil cede empate para Bósnia.” Eu acredito que o Brasil conseguirá finalizar toda a infraestrutura para a Copa de 2014, exceto a Seleção.

“Seleção Brasileira” é aquele troço que Pelé e Zico defenderam no século passado?

Hoje tá mais fácil ser patriota indo pra guerra do que torcendo pra Seleção Brasileira.

“PR quer lançar Tiririca como candidato a prefeito de SP.” E o eleitor achando que o palhaço era ele.

Ao flamenguista que estiver a fim de tirar um ano sabático, recomendo 2012.

Vou seguir o exemplo do R10: desencanei.

O problema é que o Joel só sabe fazer o feijão com arroz, mas apareceu um caviar aqui, um salmão ali, um filé acolá…

Atualmente, qualquer jogo do Flamengo vira um jogaço.

Ainda é cedo, mas o Joel já iria tarde.

Dica quentíssima: “Um Método Perigoso”. NÃO ASSISTAM!

Outra dica quentíssima: “O Espião que Sabia Demais”. NÃO ASSISTAM!

Mais uma dica quentíssima: “Flamengo x Emelec”. NÃO ASSISTAM!

Eu ia me matar agora há pouco, mas bateu uma fome terrível.

Acabo de descobrir uma Coca de 2 litros congelada no meu freezer. Ou seja, deve estar com menos gás que o próprio R10.

“Léo Moura, Aírton, Willians, Felipe e Renato vetados.” Parece que a bruxa solta na Gávea era outra.

A bruxa que tá solta no Mengão não sabe com quem tá se metendo. Se for confundida com Maria-Chuteira, não vai sobrar nem o cabo da vassoura.

E nada mais faria, mas abrirei uma exceção: força aí, Renato Atômico!
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: