Deixe um comentário

Calúnia do Rúbio Negrão

Sejendo cinsero e analfabético, não confio em pessoas que se arrogam o direito de fazer o que não sabem. Como o casal que mora aqui ao lado, todo metido a falar inglês, mas que pôs o nome de Ugly Betty na filha recém-nascida.

Pra mim, é cada um na sua. Ou devia ser, só que como o Simancol gotas tá em falta, o em drágeas tá muito caro, e ainda não há genérico disponível no mercado, o que tem de gente exercendo funções para as quais não está qualificada não tá na prancheta, aliás, no gibi. E a infame legião dos portadores de tamanhas caraduras abrange desde humildes lixeiros até geniais treinadores de futebol, passando por profissionais de áreas menos sensíveis, como médicos, policiais e bombeiros, e outros de serviços básicos, como camelôs e cervejeiros.

Mas por falar em treinadores, tenho uma piada ótima sobre esses suprassumos do saber esportivo: o treinador chega em casa tarde da noite, e diz pro seu pai: “Papai, hoje eu tive mais uma experiência com a Libertadores!” “É mesmo, filhão?”, o pai responde, orgulhoso. “Senta aqui e me conta!” E o filho: “Sentar? Não posso…”

E por falar em Libertadores, no empate com o Olimpia, quem esperava ver um timaço-aço-aço, quase viu um Engenhazzo-azzo-azzo. A bem da verdade, apesar do Negueba ter jogado, e mal, foi um jogo atípico: a Fox Sports o transmitiu pela Sky, o Joel usou apenas dois volantes, o Ronaldinho jogou bem e não houve apagão no Engenhão. Só no time.

Mudando da água pro vinho, ou melhor, da cachaça pra cerveja, depois que deixou um time paulista, o Imperador voltou. Não para o Flamengo, mas para as manchetes. E alguns leitores, já desconfiando da inesgotável encheção de linguiça nestes textos semanais, me têm cobrado uma posição com relação ao Caso Adriano. Francamente! Fica até parecendo que eu não me posicionei sobre o assunto, quando estou, sim, muito bem posicionado em cima do muro! Afinal, onde está escrito que só há dois lados nos problemas? Isso sem falar que sou muito bom somente em optar entre Skol ou Brahma, e escolher entre pão francês ou pão careca, assim como o nosso egrégio Conselho Gestor. As decisões mais dramáticas, deixo-as para quem as sabe.

Porém, sonolento e ávido por preencher mais algumas linhas de Calúnia, decidi me aventurar por esse terreno pedregoso, e opinarei em primeiríssima mão: quero o Adriano PRA ONTEM! Deixando claro que esse “ontem” se refere a 2009, porque um “ontem” referente a 2011, e mesmo a 2010, seria temerário.

Falando sério, porque a Calúnia também é cultura, tenho lido bastante sobre o referido imbróglio (a palavra mais adorada pela mírdia escrotiva nacional), e me tornei partidário dos que sugerem receber o Adriano com merecida pompa e circinstância na Gávea, começar a emagrecê-lo para o Brasileirão, e só então, devidamente avaliado quanto a seus novos hábitos, costumes e, por que não?, rendimento em campo, propor-lhe um contrato.

Mas isso seria bom apenas pro Flamengo.


Duplex Toc Zen

1 – Eu podia estar matando, roubando ou escrevendo o roteiro de um episódio do TWD, mas estou aqui pra fazer um pedido aos senhores leitores: Eu quero de volta o Adriano de 2009, e o Negueba de 2011!

2 – Tá faltando pegada ao time do Flamengo? Não seja por isso: Pega aqui, seus manés!

3 – Nossos atacantes andam mal de pontaria: Já de pootaria…

4 – Não me ufano do Lucas do SPFC: Ele é apenas um Negueba que sabe jogar bola.

5 – Podem anotar aí: Negueba e Diego Maurício ainda vão fazer muitos e muitos gols. Contra nós.

6 – Concordo com os que sugerem colocar o Negueba pra correr os 100m: Mas sem barreiras, que é pro garoto não refugar.

7 – Me recordo com carinho do começo da carreira do então franzino Fellype Gabriel, quando ele vomitava timidamente em campo, por não tolerar os rigores de uma peleja profissional: Hoje tá aí, um garotão, golfando de fazer inveja a qualquer bulímico.

8 – Injustiça: Aliás, o Fellype Gabriel sempre foi injustiçado pelo simples fato do seu nome ter sido dado por um numerólogo.

9 – “Craque sabe onde o gol está!!!!!!!!!…sente pelo cheiro…………kkkkkkkk” – Carlos Edu 74: Maradona que o diga.
? – Momento quimera: Ah, o Adriano com o corpitcho do Negueba…

11 – Enquanto isso, na nossa cozinha…: O González é sisudo assim mesmo, ou só quando tem que jogar por si e pelo companheiro de zaga?

12 – Nada é por acaso: Um cara que gosta tanto de volantes tinha que ter “Santana” no nome.


13 – Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao):

COISAS ESCROTAS: dizer “Você sabe com quem tá falando?”

Celebridade alcoólatra não procura ajuda nos Alcoólicos Anônimos, mas no Alcoólicos Famosos.

“Quase 35 anos mais nova, namorada de Wolf Maya conta que quer ser atriz.” Agora passei a acreditar em coincidências!

Meu médico me aconselhou a incluir mais frutas na minha alimentação. Adeus Coca-Cola. Bem vindas Pepsi Twist, Fanta e Guaraná.

Meu médico me aconselhou a limitar o açúcar na minha alimentação. Agora os doces, chocolates e sorvetes serão todos lights.

Meu médico me aconselhou a evitar gorduras na minha alimentação. Aquele baconzinho matinal agora será feito na chapa.

Eu ia retuitar um “Boa tarde, galera!” do @rafinhabastos. Mas sei lá… Vai que ele só estava querendo dizer isso mesmo?

Como insider profundo do Flamengo, cravo seco: com a vinda de Adriano, o Mengão ficará ainda mais forte no papel.

Alguém já inventou uma maneira de abrir embalagem blister de cartão de memória SD SEM CORTAR A MÃO TODA?

O Joel tem que escolher: ou prioriza a Libertadores ou prioriza a cachaça.

O Joel tem que escolher: ou prioriza o Cariocão ou prioriza o emprego.

Negueba: alegria nas pernas, e uma cabecinha triste.

“Empolgado, Adriano avisa: ‘Tô chegando’.” Afinal, quem não quer moleza, né?

“Fellype Gabriel faz três contra o Vasco.” Eis a prova de que a numerologia funciona!

Não assisto ao BBB porque é um programa muito hermético.

Não me suicido porque não sou de dar trabalho pros outros.

Se contra o Vasco, o Fellllllyppppppe Gabriel guardou 3, contra o Mengão guardaria uns 8 ou 9. #ExJogadorFrustradoÉFlórida

Eu pudia tá matanu, robanu e estrupanu, mas tô com dor de cabeça.

Eu não trabalho nem que me paguem!

Tô assistindo ao Toy Story 3, mas pelo visto até agora, não vai rolar uma serra elétrica.

Rompi de vez com o meu amigo invisível. Ele é muito imaturo.

Vendo o Negueba jogar descobri que chutar uma bola gera um “coice” semelhante ao de uma arma de fogo ao ser disparada.

E nada mais faço. Assim, tipo o Negueba.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: