Deixe um comentário

Calúnia do Rúbio Negrão

Não sei, ou até sei porque a mírdia escrotiva insiste em transformar um simples Flamengo x América-MEX havido em 2008, um jogo comemorativo à saída de Joel Santana do comando da equipe, um jogo que valia exatamente nada, ou quase nada, um quase nada também conhecido como “uma vaga nas quartas de final da Libertadores”, num sonoro e inesquecível Maracanazzo.

E tal ardilosa inexatidão tornou-se um mantra a ser cuspido por qualquer um que interesse tenha na missão gloriosa, porém absolutamente impossível de diminuir a entidade máxima do futebol mundial (não, não é a FIFA).

Seria falta de mulher? De homem? De hombridade? Um cargo melhor? Mais alguns trocados no contracheque?

A resposta apenas esses mal-intencionados semianalfabetos metidos a jornalistas poderão dar (e muito provavelmente cobrar por ela), mas o termo que usam exageradamente, desproporcionalmente, é este mesmo: “Maracanazzo”. O mesmo termo, pasmem, que designa a tragédia de 1950, ocorrida numa FINAL DE COPA DO MUNDO, num Maracanã mais do que lotado com quase 200 MIL PESSOAS, o público recorde do estádio.

Porém, nos moralmente conturbados dias atuais, o senso de proporção foi mandado às favas. Qualquer bom jogador passou a ser chamado de craque, e derrotas inesperadas e burlescas passaram a ser “Maracanazzos”, tamanha é a preguiça de se conhecer a história desportiva nacional.

Mírdia escrotiva, você não tem a menor ideia do que seja um Maracanazzo. Maracanazzo será quando a FIFA não receber o Maracanã pronto para a Copa de 2014. Esse sim será um belíssimo e histórico Maracanazzo, e já adianto que vocês, seus projetos mal-acabados de jornalistas, com seus felpudos rabinhos presos e lustrosas chapinhas-brancas, colocarão panos quentes no evento. Aquilo que aconteceu em 2008, aprendam, foi, no máximo, um “São Januázzo”, ou, estando (novamente!) o Joel Santana envolvido, uma “Maracaninha”.

Levanto este tema que já devia estar morto e enterrado (ou melhor, cremado) porque há poucos dias me deparei com a seguinte notícia num site de fofocas futebolísticas: “Cabañas volta a jogar depois de mais de 2 anos.” Não vi, confesso, o seu retorno aos gramados, mas quem viu disse que o nosso algoz fake de um Maracanazzo idem está zero bala. Bom pra ele. E pra mim também, porque a volta aos campos de um jogador que levou um tiro na cabeça provou uma teoria minha, elaborada por ocasião dos dois gols espíritas que marcou contra nós naqueles 0x3: definitivamente, esse aí nasceu com a estrela solitária virada pra lua.

Mas deixemos a sorte de 2008 para quem a possuiu, e passemos para a dura realidade, a realidade de 2012.

Novamente e sempre na vanguarda do futebol brasileiro, o Flamengo foi o primeiro clube destas bandas a ser eliminado da Libertadores. Em breve, Vasco, Fluminense, Corinthians, Santos e Internacional, loucos de inveja, corroídos pelo ciúme, farão o mesmo, se não por deficiência técnica, apenas para imitar o chefe.

Agora, os arcoirenses frustrados. [Não esquecer de colocar aqui a foto de um touro raspando os cascos na areia.]

Para o bem ou para o mal, cunhei o termo “arcoirense” a fim de nomenclaturar aquela entidade amorfa, sem paixão específica, unida apenas pelo ímpeto de se regozijar com o fracasso do objeto de recalque, a saber, o Clube de Regatas do Flamengo. E este, infelizmente, vem cumprindo um papel tão bem quanto aquela.

Na última semana, a sombria sociedade dos torcedores que não veem retribuído o pouco amor dedicado aos seus times provou ser a mais ínfima na hierarquia dos párias ao inventar zoações que se pretendiam engraçadas, mas que apenas espelharam toda a tristeza de suas almas atormentadas. Utilizando-se do rústico modus operandi habitual, tal qual num Twitter, em 99% dos casos, os arcoirenses omitiram os seus times de coração, como se, de fato, fossem uma só torcida. Como que admitindo seus imensos telhados de vidro. Como uma legião estrangeira onde todos são fluentes em português. Melhor definindo: em vez de gozarem com o do outro, gozam com a brochada alheia.

Mas, pensando bem, os arcoirenses não são assim inúteis. Alguma razão devem ter: não sendo o Flamengo, tanto faz o time para que se torce.

Quanto a nós, rubro-negros, a minoria esmagadora capaz de se identificar com um clube específico, podemos ficar tranquilos. O planejamento do Joel está a todo vapor: já perdemos a Libertadores, e nos encaminhamos céleres para o título do Cariocão.


Duplex Toc Zen

1 – “Campanha do Fla no Carioca é usada para tentar esquecer a Libertadores”: Que Libertadores?

2 – Mas, por falar em Libertadores: O Corinthians leva larga vantagem sobre os outros clubes brasileiros no quesito comunicação com a arbitragem, porque se os seus jogadores entendem o que o Tite fala, certamente vão tirar o castelhano de letra.

3 – O 3×0 sobre o Lanús foi absolutamente atípico: Até o R10 jogou bem.

4 – “Ronaldinho diz que muitos jogadores choraram eliminação da Libertadores”: Jogadores do Flamengo ou do Botafogo?

5 – Colocando tudo sob perspectiva para os espertíssimos rivais cariocas que ainda não vazaram da Liberta: Na Europa, por exemplo, campeão Carioca ou da Libertadores é a mesmíssima coisa.

6 – “Excelente campanha do Fla no Carioca é usada para compensar desclassificação da Libertadores”: Da Liberta só lamento que Vasco e Fluminense não tenham caído no nosso grupo.

7 – Por que prefiro o Vasco ao Bangu na semi do Cariocão?: É mais fácil enfrentar um time que almeja apenas a segunda colocação.

8 – “Galvão admite no ‘Altas Horas’ que o Flamengo é seu time de coração”Não brinca… Por favor, só me perturbem de novo quando o Eurico Miranda admitir, ok?

9 – “Willians pode estar de saída do Flamengo”: Espero que ele seja melhor de saída de clube do que de saída de bola.

171 – “Silvio Berlusconi pediu para stripper profissional se fantasiar de Ronaldinho”: E ela topou? Porque atualmente nem o próprio Ronaldinho anda muito a fim de ser Ronaldinho.

11 – Seria o Deivid parente distante do Berlusconi?: Afinal, ambos pertencem à família Coni. (Agora senti vergonha alheia minha.)

12 – Quando o grande Lombroso aqui do boteco me falou que o Flamengo poderia contar com reforço do “Cárceres”, pensei: “Caraca! O Bruno vai voltar?”

13 – Olheiro: Ninguém me tira da cabeça que o Pipico do Macaé ainda será aquele Romário com 36 anos.

14 – “Diego Maurício tem problema mecânico com o carro na volta do treino do Flamengo”Tá tão marrento que agora se acha o Rubinho. 

15 – Não é um bom zagueiro que falta ao Flamengo: O que falta ao Flamengo é alguém com a ousadia de um Francisco Horta para propor ao Atlético-MG o escambo de Willians, Camacho e Diego Maurício pelo Réver.


16 – Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao):

Estou pra começar a série “Once Upon a Time”, indicada pela minha sobrinha de 14 anos, mas algo me diz que não vou gostar…

Quero assistir ao filme Heleno, sobre o craque do Botafogo, mas tô com medo de chorar no final.

Já peguei catapora, a Via Dutra, a Ponte Rio-Niterói, frieira, na veia, carona, donativo, busão… SOU PEGADOR MERMO!

Se você faz questão do tubo de creme dental apertado a partir da extremidade, e não da metade, não se case.

Se você faz questão de chegar em casa e não receber a notícia de que amassaram o seu carro tentando sair da vaga na garagem, não se case.

Se você faz questão de passar os finais de semana longe de entidades maléficas chamadas “sogra” e “cunhado”, não se case.

Se você não tem memória boa para datas irrelevantes, como aniversários e início de namoro, não se case.

“Relator vota no STF por legalizar aborto de feto sem cérebro.” E em adulto sem cérebro? Pode fazer eutanásia?

Se uma simples classificação na 1a. fase da Liberta já é considerada um milagre, o profissionalismo na Gávea, então, é algo IMPOSSÍVEL!

É reconfortante constatar que os nossos rivais também têm perebas.

O Fluminense conseguiu vencer o Boca na Bombonera, mas hoje perdeu em plena Bibonera.

“Sarney terá de ser submetido a cateterismo.” Acho que um embalsamento seria mais eficaz.

“Aeroportos de SP registram alta nos furtos.” A começar pelos preços das passagens.

“Joel diz ter 80% do grupo para o Brasileiro.” Os 20% que faltam seriam um zagueiro e um treinador.

Acho que o Flamengo devia montar um time de aspirantes, com Jobson, Maradona, André Balada, Jardel e Dinei.

Acho o Paulistão muito mais emocionante do que o Cariocão, porque neste a gente até já sabe quem vai ser o vice.

Para o Vasco, o jogo do próximo domingo será uma final antecipada. #ViceDeNovo

Não me arrependo de nada que não fiz.

Pânico, o que CQC quando crescer?

O Fantástico também ganharia a audiência jovem se mudasse o nome pra Fodástico.

“Com asas de anjo, dançarina do Latino surge totalmente nua em ensaio.” Anjo? Quando eu era garoto, “mulé nua” era chamada de outra coisa.

“Criação de emprego formal tem recuo no primeiro trimestre.” E eu fui um dos que recuaram.

“Atirador que matou 77 na Noruega e alega legítima defesa.” Quer dizer, linchar esse cara, nem pensar.

“‘Flamengo parece viver em mundo paralelo’, critica Lédio Carmona” O dólar, então…

Ê, tempo bom! Quando eu tinha 6 anos, e meu pai me levava ao Maracanã, eu sabia que teria 90 minutos de permissão pra falar palavrão.

O que o Berlusconi faz com strippers nada mais é do que os políticos brasileiros fazem com o povo.

A cada ano que passa, o desinteresse do zagueiro Juan de voltar para a Gávea vai se tornando uma notícia melhor. VIVA!

E nada mais faço, muito menos chutar cachorro morto.
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: