Deixe um comentário

Reflexões

Proseando entre amigos rubro-negros, usei a pouca mufa em meu cérebro para confabular sobre essa pré-estreia de Brasileirão 2012. Ah, esse nosso Flamengo… Depois de tantos fiascos em tão pouco tempo, o que esperar deste time comandado pelo pífio treineiro Joel Santana e liderado pela má influência do dentuço cheio de regalias?


E o reforço de Ibson? Sim, dos males o menor. Mas, algo muito me intriga nesta negociata cabulosa. Ora, pensem comigo, um jogador do time-sensação do Brasil, coleguinha de Neymar e Ganso, com reais chances de conquistar a competição mais importante do continente pelo Santos, larga tudo, abandona o clube em plena quarta-de-final para jogar no Flamengo? Por que? Juro que cato a resposta e imagino algo escuso e inconclusivo. 

Teria Ibson arrumado alguma confusão forte na Baixada Santista?  Porque afirmar que bateu saudade do Mais Querido e das praias oceânicas de Niterói, pra mim, não cola.  

E eu também não entendi as contratações incógnitas de Amaral, Jorge Luiz e Wellington Silva. Tudo bem, não posso falar antes de vê-los jogando, mas e a nossa molecada, porra? Qual a motivação para um garoto da base, cria da casa que almeja brilhar no time titular, mas quando chega é preterido pelo imediatismo e devolvido aos juniores? Craque o Flamengo faz em casa. Mas faz para vendê-lo, pois para atuar com o Manto, só trazendo dos Novas Iguaçús da vida, né?

Ah, e já que me lembrei do time da Baixada, que tal citar seu ex-diretor, agora nosso, o Zinho? Sim porque o enceradeira já pôs a dele na mesa e mostrou que, mesmo já chegando desprestigiado por ser a última opção da Paty Amorim, é um cara inteligente.

Bom, pelo menos ele usou a cabeça para não deixar o Júnior César sair antes de outra peça de reposição ser contratada. Isso mostra que o cara pode ser tudo, menos estúpido.

Tudo o que não aconteceu é perfeito. Mas até quando o Flamengo dará chance para as suas imperfeições? E é preciso que a Patrícia Amorim saiba bem que, antes de ser escolhida, é preciso assumir as suas próprias escolhas. Porque até agora o futebol do Flamengo vem carregado de tédio, e tédio é uma tristeza que não sonha.
Bruno Cazonatti
Anúncios

Sobre flamengonet

jornalista

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: