6 Comentários

Conceito

É meu costume acordar, fazer meu café da manhã e, enquanto como, ligar facebook, twitter, e-mails e congêneres.

Hoje, numa das chamadas dos amigos do twitter, estava lá algo “Flamengo quer vencer para ter fim honrado no Brasileirão”.

Eu gostaria MESMO de entender a definicão de HONRA, no entender dessa gentalha que (finge) gerencia o clube.

Oras, eu fui mal acostumado pela época de Zico. E ela terminou, sim. Como todos nós sabíamos que aconteceria.

Mas as gerações que vieram, nos primeiros anos, mantiveram a chama do jogar pra ganhar. Persistiram em tocar a bola, pacientemente, virando o jogo de um lado para o outro, aborrecendo nossos adversários dentro e fora de campo. Flamengo era sinônimo de força. Mesmo quando estávamos mal na tabela, éramos respeitados. Ninguém se atirava contra o Flamengo, sob a pena de perder jogos praticamente ganhos. Nós éramos temidos por nosso estilo de jogo.

Hoje, somos sacaneados em todas as cidades que visitamos. Aqui em Curitiba, por exemplo, não tem conversa. São 3 pontos perdidos, haja o que houver. Por alguns motivos, explícitos para todos, exceto para a gentalha, que acredita que estão em outra época (ou que sofrem de uma bipolaridade que não permite enxergar a verdade).

O framengo da gentalha é pequeno. Tirou das arquibancadas seu torcedor, que não acredita mais em nada. Perdemos o amor próprio. Perdemos não. Ele nos foi retirado por essa corja que assassinou todo o trabalho feito durante uma era. E, pior ainda, foi capaz de expurgar do clube alguns de seus principais ícones. Entre eles, O PRINCIPAL ÍCONE.

E tudo isso, em detrimento de pessoas que dizem “eu já fiz muito pelo Flamengo”. Gente que foi colocada dentro do clube por um ex-presidente irresponsável, inconsequente, que inclusive foi o primeiro a dar “cargos” para a atual mandatária do framengo.

Vivemos um momento de honra que beira os conceitos mais esdrúxulos da bizarrice. Desde quando, na história do NOSSO FLAMENGO, é honrado terminar o Brasileirão em 14º, quando QUASE, MEU DEUS, fomos rebaixados?

Desde quando viramos piada para torcidinhas de kombi, sem termos poder pra responder, pois estamos disputando rebaixamento com palmeiras e ixports da vida? DESDE QUANDO?

Desde o momento em que essa gentalha tomou conta do clube, e não permitiu o nosso crescimento. Desde o momento em que fomos invadidos por uma corja que se multiplica como filme de terror. (Que se entenda: tem muita gente boa dentro do clube. Esses entenderão que o texto NÃO é para eles. Da mesma forma que a gentalha não entenderá que o texto é pra eles. Uma das características dessa gente é a surdez. A outra, a cegueira.

Enfim, temo pelo amanhã. O conceito de vida rubro-negro foi assassinado ao longo dos anos. A torcida está afim de retomar. Nós estaremos prontos, sempre que o Flamengo precisar. E é tão deslavada a cegueira, que mesmo o framengo nos leva às arquibancadas.

Mas a gentalha não entende. Ou não quer entender.

Eu quero o meu Flamengo de volta. Com a honra dos grandes. Com o pensamento dos grandes. O conceito de rubro-negrismo que aprendemos ao longo de nossas vidas.

Simples assim.

 

Anúncios

Sobre Alex do Triplex

Rubro-negro, pai da Alice e casado com a Mari. Filho de Ogum com a Oxum. Ácido, mas tento ser justo. E nada mais digo.

6 comentários em “Conceito

  1. Todos nós queremos, mas a dona Patricia acha que esta tudo bem e tudo perfeito.

  2. A hora dela está próxima. Ela mesma sente isso com essas declarações de coitadinha, mulher sofrida e injustiçada. Isso nada mais é do que desespero de quem está vendo a água voltando pra bunda.

    Quanto a situação do time, pra nós flamenguistas, é danoso todos os anos com essa situação ridícula. Realmente as pessoas perderam o medo. Porém, elas perderam medo do time atual do Flamengo e não da sua torcida e nem da sua história mística.

    Não vejo aqui no Rio um deserto rubro-negro. É claro que o momento atual dos foragidos reflete em mais camisas bizarras nas ruas, mas as flamengas estão por toda parte, coisa que se fosse o inverso para eles não aconteceria.

    Fico, na verdade, é feliz em saber que temos orgulho da história do Flamengo e fico mais feliz ainda em passear num shopping onde a cada 20 metros encontro um manto desfilando. Parece que todos temos a certeza que, mesmo sem o Flamengo os flamenguistas existiriam!

  3. Boa tarde,

    Nem fudendo o 14º lugar é honra.

  4. Honra para político é roubar e não ser pego.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: