31 Comentários

Alfarrábios do Melo

1942.

A madrugada silenciosa e escura avança, devorando esfomeada as horas que se esvaem, céleres. A cidade se cala em profundo repouso, enganosamente inerte, salvo alguns focos esparsos de vida, que tremeluzem aqui e ali. Num deles, uma pequena saleta alumiada debilmente insiste em permanecer desperta, habitada por dois homens que trabalham febrilmente. Suor, poeira e tinta se imiscuem tornando o ar pesado, denso, enevoado.

Um sonho está tomando forma.

Não foi fácil convencer a diretoria do Flamengo a ceder o sagrado pavilhão rubro-negro para servir de molde, “Deus o proteja se algo acontecer a essa bandeira”. Mas não importa, nada jamais foi fácil na vida do baiano Jaime, que pegou um ita no norte pra vir pro Rio morar e tentar ganhar a vida.

A tinta parece estar secando no fino pano de algodão, antes branco, agora negro e sanguíneo.

Obcecado por futebol, o batalhador Jaime vai assistir a um jogo do Fluminense, time mais badalado e rico, lá pelos idos de 1927. Gosta da equipe, fascina-se pelo glamour do esporte na capital. Vai às Laranjeiras, entorpece-se com a visão luxuriante dos sofisticados vitrais. Mas é elegantemente enxotado quando tenta conhecer os jogadores, assistir ao treino, se envolver.

Hora de escrever na faixa, “Avante Flamengo” parece bom. Qualquer coisa parece boa agora, em que o sono se revela um temível oponente.

Jaime não desiste, desce a Pinheiro Machado e, a apenas um quarteirão, encosta no estádio dos Guinle, onde treina o Flamengo. Os craques do time jogam a céu aberto, sem portões, seus alambrados são formados pelas dezenas de curiosos que se apinham de improviso. A cena inusitada encanta Jaime, isso é povo, isso é espontâneo, isso é o que eu vejo como futebol. Aborda alguns atletas, que o recebem como se velho conhecido fosse, conversas fluem, risadas, até uma bolinha o desenvolto baiano chega a bater. Jaime percebe-se pleno, inflamado, jovem, como apenas os mais apaixonados sabem se sentir.

A faixa está pronta, agora é enrolar, tentar dormir um pouco e encontrar a turma, na entrada do estádio.

Passam-se os anos, Jaime vai vivendo de favores e bicos, sem dinheiro cada jogo é uma façanha, o baiano traveste-se de carregador a engraxate, servicinhos que valem seus ingressos pros jogos. O Flamengo vive momentos difíceis na transição para o profissionalismo, se reergue, consegue um terreno na pantanosa e distante Gávea, enquanto Jaime enfim consegue um sonhado emprego como porteiro da sede da Polícia Federal, uma nova gestão multiplica o número de associados, e Jaime ostenta com orgulho seu título de sócio, o Estádio da Gávea enfim sai do chão, e Jaime se casa, o time pensa grande e contrata os grandes craques brasileiros (Domingos e Leônidas), começa a revelar jogadores como o gênio Zizinho, e volta a ser campeão, e Jaime se casa, e de repente o baiano percebe que “apenas” acompanhar o time nos jogos, torcer, sentir o martírio e a dádiva de sua paixão flamenga não é o bastante. Ainda falta alguma coisa.

Os instrumentos não estão afinados. Mas isso não importa. A hora do jogo se aproxima, é o momento de se acomodar, o campo das Laranjeiras vai lotar, é final de campeonato.

O campeonato de 1942 vai chegando ao final e o Flamengo, após um início regular, atropela os rivais com goleadas inapeláveis (8-5 América, 4-0 Botafogo), chegando à última rodada precisando de apenas um empate contra o franco-atirador Fluminense, nas Laranjeiras. Pouca gente duvida que o Flamengo, que está voando, perca o jogo e o título (o outro concorrente é o Botafogo de Heleno de Freitas). A cidade se empolga e promete uma grande festa. Jaime entende ser a hora de colocar em prática uma ideia que já havia discutido com alguns amigos. Pela primeira vez, uma banda irá animar uma partida de futebol. Banda amadora, mambembe, mas banda.

Todos se encontram no local marcado, a entrada é tranquila. Alguns torcedores estranham aquele aparato de trombones, clarins, bumbos, pandeiros e reco-recos. A enorme faixa rubro-negra “Avante Flamengo” é pendurada, arrancando aplausos da imensa maioria flamenga. Os associados fluminenses olham meio torto, meio de soslaio, mas não criam caso.

Começa a partida, que flui tensa, nervosa, o Flamengo parece sentir o peso da decisão e joga mal. Mas a dramaticidade do jogo, amplificada pelo espírito de luta do Fluminense, é contraposta de forma inapelável pelo pitoresco amontoado de diletantes que rascunham o hino Flamengo nas esganiçadas notas espremidas e extirpadas de seus instrumentos. Impossível não gargalhar e deixar de nutrir simpatia por aqueles intrépidos animadores, que não interrompem seu recital em nenhum momento, nem mesmo quando o tricolor, contra todos os prognósticos, abre o marcador.

A bandinha segue tocando suas marchinhas, animada pelos assovios e gracejos do público, que em nenhum momento mostra hostilidade (ao contrário, parecem ver graça naquilo tudo). O jogo segue tenso, o estádio explode com o gol de empate de Pirilo, o Fluminense pressiona, investe, mas o Flamengo, brioso e determinado, consegue manter a almejada igualdade. O apito libertador é soprado, uma torrente humana banha o aristocrático gramado festejando o título do Mais Querido, e quando Jaime e sua trupe também descem das arquibancadas soprando e batendo, alaridos, palmas e gritos se transfundem numa desengonçada ovação, que ganha corpo e se agiganta. Uma multidão toma a faixa de assalto e também ondula “Avante Flamengo”, uma balbúrdia que se reveste num típico carnaval de outubro. Mesmo a torcida Fluminense, resignada, levanta-se e aplaude de pé a folia flamenga, especialmente a ousada e irreverente turma do Jaime. Aliás, o baiano ofega, banhado em suor, feliz, saciado, pleno, campeão.

Ari Barroso, em um de seus corriqueiros arroubos de mau humor, recusa-se a chamar aquilo de banda, “isso é uma charanga, e das fuleiras”.

Dias, semanas, meses, anos se seguirão. O Flamengo perderá e ganhará jogos, torneios, taças, seguirá ganhando prestígio, crescendo, agigantando-se. Jaime continuará dias, noites, sol, chuva, lama, professando sua fé ao lado de sua barulhenta Charanga (lógico que Jaime vai adotar o nome “proposto” por Ari), esgrimindo faixas, bandeiras e cânticos, sempre com uma bem-humorada mensagem de apoio, incentivo e força ao Flamengo, empurrando o rubro-negro às suas vitórias. Seu grupo crescerá, irá se tornar organizado, a ponto de se manter mesmo após sua morte, muito tempo depois. E sem jamais abrir mão de uma postura limpa, pacífica, positiva, onde vaias e outros atos hostis ou não espontâneos não têm espaço. Não por acaso, Jaime será aclamado por todas as torcidas o “chefe dos chefes”, honraria concedida por unanimidade.

Os tempos mudarão, irão se tornar menos românticos, mais profissionais, o futebol perderá sua inocência. Agrupamentos de torcedores farão do ato de apoiar o clube de coração algo secundário, mais interessados em lamber seus egos e aparatos paramilitares, muitas vezes irrigados por suspeitas fontes de recursos, entregando-se à emporcalhada promiscuidade dos dirigentes, exercendo o sujo ofício da capatazia, qual capitães do mato de tempos modernos em busca de gotas de um pretenso prestígio que mal disfarça a ampla percepção de desprezo que suscitam.

Será um ônus.

Muitos sentem saudade dos gols do Zico, do Maestro Júnior, do Pet, até do Imperador Adriano. Os grandes jogos, Maracanã lotado, as festas das grandes vitórias, os momentos épicos. Mas, a mim, poucas lembranças calam mais fundo do que as noites de quarta-feira, Maraca meia boca (nunca mais de trinta mil), joguinho contra um americano ou campusca da vida, a fácil vitória sendo preguiçosamente embalada pelas desajeitadas marchinhas da Charanga. A recordação arrepia-me as veias flamengas, incita-me a viajar, inebria-me a mergulhar no saboroso perfume da alegria de ser rubro-negro.

Porque em cada meia nota, cada espasmo de som, cada ruído arrancado da Charanga está uma das mais poderosas manifestações de um maravilhoso, extasiante e entusiástico mistério.

A experiência de ser Flamengo.

Anúncios

31 comentários em “Alfarrábios do Melo

  1. Que texto fantástico, Mello. O Jaime deve estar feliz da vida, lá onde pode se misturar com aqueles que fizeram sua alegria e paixão, torcendo desesperadamente para a cartolagem, enfim, chegar à altura do seu Flamengo.

  2. SENSACIONAL!! Belíssimo texto! Parabéns, Melo!

    “A recordação arrepia-me as veias flamengas, incita-me a viajar, inebria-me a mergulhar no saboroso perfume da alegria de ser rubro-negro.

    Porque em cada meia nota, cada espasmo de som, cada ruído arrancado da Charanga está uma das mais poderosas manifestações de um maravilhoso, extasiante e entusiástico mistério.

    A experiência de ser Flamengo.”

    Quem não é Flamengo de verdade, jamais vai perceber esse “mistério”. SRN

  3. Parabéns pelo texto!

  4. Melo, se superou.
    Tô emocionada e arrepiada aqui após a leitura. Show!

  5. Boa noite a todos…

    Mais uma para vc guardar meu caro Melo e lancar no livro que tem que ser editado logo. Parabens…

  6. Jogo duro, jogador nosso expulso e contamos tambem com a sorte. Pra mim nao foi penalti do Ibson em cima do dentuco. Ainda nao estamos livre de nada e precisamos de mais 4 pontos para nos livrarmos de vez da segunda divisao ano que vem…

  7. E ontem o Sr. Dorivaldo extrapolou na escalação, formacao do banco e nas substituições…

    Venho aqui quase todos os dias falando disso e nao adianta nada. Nosso treineiro é cego, surdo e burro demais…

    Ontem o jogo todo mundo sabia que seria encardido demais e ai o nosso tecnico em vez de aproveitar isso e escalar um time para os contra-ataques e sem afunilar na frente faz tudo ao contrario. Fora isso montou um banco com cinco meias e atacantes. Sera que ele pensa que pode fazer cinco substituições numa so partida. E olha que inventou um tal de Paulo Sergio. Se ele trouxe o Paulo Sergio poderia ter levado o Adriano e coloca-lo no banco. Uma aberracao sem fim…

    Alias acho ate o Dorivaldo é um bom tecnico mas o que ele vem fazendo com o Flamengo me diz que algo deva ta acontecendo de muito estranho la na Gavea. Ele ta conseguindo ja faz umas doze rodadas manter o Flamengo nessa posicao ainda muito perigosa no campeonato…

    Falo aqui que se ele escalasse bem, formasse o banco bem e substituisse bem o Flamengo ja teria mais de 45 pontos mas ele parece que faz questao de deixar os 40 milhoes de torcedores numa tensao pre menstrual ate a ultima rodada e isso com ajuda de alguns jogadores. Dos dirigentes eu nao falo mais nada…

    Entao deixo so um recado aqui para o Sr. Dorivaldo, jogadores, dirigentes e alguns colunistas de que o Flamengo ainda nao se livrou do rebaixamento. Para isso tem que somar 45 ou 46 pontos por enquanto e o nosso tecnico escalar certo e os nossos jogadores atuarem com brios, vontade de vencer e honrar o nosso Manto Sagrado. Feito isso daqui no maximo tres rodadas ai sim podemos dizer com toda a certeza que estaremos na primeira divisao ano que vem porem antes disso é melhor tomar todo o cuidado possivel porque esse treinador e time nao sao confiaveis nunca (os dirigentes nunca foram mesmos em sua grande maioria). To avisando agora para depois nao dizerem que deu azar ou fomos roubados pelos arbitros ou o tribunal quis nos prejudicar…

    • Difícil entender mesmo, ainda mais quando a gente vê ele dando tantas chances a certos jogadores.

      Agora a bola da vez é o Ué Brumo. Novamente o Adryan fica esquecido no banco.

  8. Credo cade o pessoal daqui. Venho de manha, venho a tarde, venho a noite e ate de madrugada e nao vejo ninguem aqui. Que horror. Fui…

  9. Ai meu caro Tiago Cordeiro o que eu recebi em meu e-mail:

    “Uma Candidatura Chancelada
    É preciso que os rubro negros eleitores se acautelem e se apercebam do alto interesse envolvido nesta próxima eleição.
    Não é de hoje que tentaram dividir administrativa e financeiramente o Flamengo: O social e as dívidas de um lado. O futebol e seus ricos contratos de outro. Estas fracassadas tentativas por certos ex-dirigentes (e repelidas pelos Conselheiros) e o quadro de convulsão administrativa em que se encontra o Clube deu margem à criação de uma candidatura factoide sob a chancela de um grupo de executivos. Sócios do Clube? Quase nenhum. Nunca pisaram na Gávea? Quase todos.
    O candidato chancelado apresentou seu currículo como sócio: “Filiado ao Rubro-Negro desde 1975”. Esta é uma inverdade.
    O candidato chancelado foi usuário da Gávea nos idos dos anos 80 quando, em 1990, por falta de pagamentos das mensalidades foi excluído da vida associativa do Clube – Art.12 do Estatuto: A falta de pagamento de três prestações consecutivas pelo adquirente importará no cancelamento do título e da admissão.
    O candidato chancelado passou 252 meses sem nada pagar e sem qualquer frequência retornando ao Clube somente em 2011. Por qual razão?
    Reitero o dito anteriormente: A rica história de glórias do Flamengo, a grandiosidade de seu patrimônio e seus 40 milhões de torcedores foram frutos de gestões amadoras, porém de homens que realmente amavam o Manto Sagrado. Não serão discursos fáceis e promessas recheadas de soluções galáticas que trarão novos rumos ao Flamengo.
    Quem são os ex-dirigentes separatistas que avalizam esta candidatura chancelada? Quais desses executivos avalistas frequentam o Clube? Qual deles “emprestou” ao Flamengo a sua sabedoria executiva nos últimos 20 anos?
    Felizmente, o eleitor rubro negro não é bobo.
    Emilio Habibe, sócio proprietário e conselheiro nato.”

    • Não entendo qual a relação feita pelos guardiões do santo Gral, que uma boa gestão só é possivel ser feita por alguem que frequenta o clube, e paga mensalidades em dia. Então o candidato mais forte seria o massagista do clube que esta lá a no minimo 3 decadas diariamente.

      Evidente que esse papo da enjoo. Os defensores do santo Gral, melhor dizendo defensores do muro das lamentações ou da torá, a unica coisa que conseguiram, onde foram bem sucedidos foi transformar, ao longo dos anos, o maior clube do brasil em um time medio. Estão consegindo fazer o Flamengo perder o posto pra são Paulo e corintians, mais 3 anos coneguem o objetivo, mais 3 conseguem perder atee o posto de melhor do Rio, estão conseguindo. No quesito incompetencia eles são muito bem sucedidos.

      Os socios precisam dar um basta, senão o futuro será um bando de guadiões defendo um santo gral em pó.

  10. http://globoesporte.globo.com/platb/olharcronicoesportivo/2012/11/01/o-gol-que-nao-foi-gol-e-que-deve-ser-gol/

    Bom dia a todos…

    Ja estou aqui pessoal e trabalhando tambem pois estou de plantao. Cade voces. Sera que so vao aparecer aqui depois do Flamengo fugir de vez dorebaixamento e apos a eleicao. Pelo amor de Deus vamos dar a cara enquanto o Flamengo ta precisando de nos e o Wallim tambem…

  11. http://globoesporte.globo.com/platb/olharcronicoesportivo/2012/11/01/o-gol-que-nao-foi-gol-e-que-deve-ser-gol/

    Esse cara é um imbecil. Primeiro que o gol nao foi, segundo que o arbitro invalidou o pseudo gol ainda no campo e terceiro quem o informou foi um assistente de linha portanto nao existe tal gol mas como querem salvar o Palmeiras de qualquer (vao roubar daqui em diante pra que ele faca 15 pontos em 5 jogos) vale tudo. Podem anotar ai e me cobrar depois. Entao que o Flamengo abra os olhos pois o Palmeiras é nosso concorrente direto ao rebaixamento. Depois vao dizer que eu nao disse isto aqui muito antes de acontecer…

  12. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2012/11/fla-ja-planeja-como-renovar-com-amaral-o-novo-heroi-rubro-negro.html

    Ta vendo ai Sr. Dorivaldo. Se o Sr. usasse o Amaral e mais um cabeça de area de oficio (nao que eu goste disso pois prefiro jogador de estilo li naquela posicao mas como nao temos no elenco) ja estariamos ha muito tempo livre do rebaixamento seu bur*o…

    É claro que nao é so se defender por isso peco um time equilibrado. Assim sendo os outros dois meios campo seriam jogadores rapidos assim como o companheiro do Vagner Love pois precisamos tambem durante a partida pressionar/assustar muito os adversarios. Entendeu Sr. Dorivaldo…

  13. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2012/11/adriano-falta-mais-um-treino-do-fla.html

    Com todo o respeito mas sao muitos mortos para serem visitados em um so dia (precisa de 4 dias)…

  14. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2012/11/leo-moura-e-caceres-treinam-normalmente-felipe-e-vetado.html

    Sr. Dorivaldo (excluindo Felipe que se machucou ) a sorte continua ao seu lado e o Sr. nao sabe aproveitar essa nova chance para escalar o time correto. Tira o Cleber Santana e o Liedson e vamos de jogadores rapidos que poderao ajudar o Vagner Love a liquidar ja no primeiro tempo o Figueirense e que precisamos vencer de qualquer jeito para nos livrar do rebaixamento…

    Time rapido e equilibrado Sr. Dorivalado. Contra o Figueirense basta ter no meio campo o Amaral, Caceres e Renato Abreu e os outros podem ser tres meias/atacantes rapidos (Adyan, Nixon e Vagner Love). Entendeu Sr.Dorivaldo…

  15. Por enquanto repito que para termos certeza do nao rebaixamento precisamos fazer uns 45 pontos ou 46 pontos. Claro que podemos ate nos livrar com 43 ou 44 pontos mas pela tabela isto nao deve acontecer e tambem pela pressao que os outros times que estao mais abaixo na pontuacao estao fazendo na midia e em todos os outros lugares…

    Como ja somos macacos velhos nisso ai sabemos que tais coisas influenciam mesmo portanto temos duas coisas a fazer: a primeira que depende so de nos é a gente mesmo fazer esses pontos que faltam ou seja somar cinco pontos nos proximos tres jogos que sao contra o Figueirense, Nautico e Palmeiras (nada de dependermos desses pontos contra Botafogo e Vasco) e segundo contar novamente com a sorte que podera fazer com que o Vasco venca o Sport e o Botafogo venca ou empata com o Palmeiras. E se o Flamengo vencer o Figueirense ai sim podemos comemorar nossa permanencia na primeira divisao ano que vem…

    Que Sao Judas Tadeu nos dê mais uma vez essa forcazinha e faca isso acontecer ja neste final de semana…

  16. Ai JMario ja sao 12 em 19 comentarios portanto passo a bola proce de novo. Fui…

  17. Ai em cima eu coloquei para o Tiago um e-mail que recebi de um tal Sr. Emilio (nao sei como ele conseguiu o meu e-mail). Vcs observem o conteudo do e-mail que mostra como esses socios se dirigem a nos os outros 40 milhoes de torcedores rubro negros ou seja nos existimos pra eles mas desde que nao influenciemos em nada seus bringuendinhos la na Gavea. Ele tambem acha que o futebol é obrigado com o dinheiro que arrecada manter tudo aquilo la…

    Por isso digo todos os dias aqui para aqueles que tem o futebol como umas da suas paixoes que devem ser associar pois nao fazendo isso acabam passando procuracao em branco para individuos como esse seu Emilio a ficar falando, escrevendo e mandando pra quem ele quiser aquilo que ele acha que nos pensamos sobre o Flamengo. E isto que vcs pensam e querem.que eles facam..

  18. http://www.lancenet.com.br/flamengo/Fla-Renato-renovar-jogador-aposentar_0_802719934.html

    Pelo que vem jogando, pela lideranca acho que merece renovar o seu contrato. Segundo o comunicado ganha em torno de 220 mil reais mensais…

  19. Agora fui mesmo…

  20. Que isso minha gente. Ja almocei, terminei meu plantao, fui pra casa, estive no supermercado e voltei pra casa e ate agora nao apareceu ninguem aqui. Sou muito insistente e nao desisto nunca e por isso tenho certeza absoluta qua alguem ai vai aparecer por aqui antes da meia noite de hoje….

  21. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2012/11/dorival-confirma-volta-de-leo-moura-na-lateral-caceres-e-duvida.html

    Ele nunca sabe qual time vai escalar, qual banco vai levar. É um tecnico sempre cheio de duvidas…

  22. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2012/11/depois-da-expulsao-dorival-sofre-some-e-promove-danca-da-cadeira.html

    Dorivaldo o arbitro é ruim mesmo mas o Flamengo nao precisava passar por isso ai nem nessa partida e nem em outras anteriores. Vc vem escalando muito mal o time, montando pessimamente o banco, com estrategias super erradas para as partidas, portanto todas as vezes vc tenta ou é obrigado a fazer modificacoes durante as partidas que na maioria das vezes nao surtem efeito algum…

    Na partida contra o Atletico MG nao foi diferente pois vc fique sabendo que caso escalasse bem o Flamengo e formasse um banco diferente daquele que vc formou pode acreditar que era bem capaz de o Flamengo ter saido do Independencia com uma vitoria. Chance pra isso nos tivemos e o Atletico MG nos deu tambem a partida inteira mas vc nao consegue enxergar e ler isso o que fazer…

  23. Mais tarde eu volto. Fui…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: