4 Comentários

FLAMENGÔMETRO nº 211

flametro_2013_211

REPETIÇÕES, REPETIÇÕES e REPETIÇÕES

Mais uma vez o Flamengo venceu jogando bem o primeiro tempo e emperrando o segundo. Mais uma vez o Flamengo venceu com muitos gols no primeiro tempo (todas as vitórias foram assim), e mais uma vez ameaçou se complicar. Como tive que sair durante o intervalo, saí de casa com o susto de um golzinho do Criciúma com direito a goleiro expulso. Enquanto minha filha assistia a uma peça da Pequena Sereia, eu me corroía pensando no vexame que seria perder de virada de novo. Felizmente, garantimos a vitória com  mais um golzinho suado (como é difícil fazer gol no segundo tempo!). Jayme vai dando uma organizada no “bando”, que insiste em não aproveitar as chances de deslanchar. Nem com um a mais, fomos capazes de impedir um contrataque que resultou em pênalti e numa pressão desnecessária do adversário. Hernane mais uma vez marcou, e assim seguimos surfando à frente do vagalhão da zona. A lamentar muito, a nefasta contusão do promissor zagueiro Samir.

Contra o Coritiba, meu sonho seria repetir uma analogia com o começo de Andrade em 2009, quando o Flamengo derrotou o  Santos na Vila Belmiro, derrubando um tabu que já durava décadas. Há muito tempo que não vencemos os paranaenses lá, e bem que seria interessante aproveitarmos a má fase do ex-líder para beliscar três pontinhos. Aliás, temos uma sequência difícil contra quatro adversários em crise, além do Coxa, Vasco, Inter e Botafogo, com o Flamengo precisando provar que realmente está em ascensão, com atuações convincentes e que durem os noventa minutos (mais acréscimos). Vamos à luta!

ps: Wellinton, não.

Anúncios

4 comentários em “FLAMENGÔMETRO nº 211

  1. Todos os jogos serão duros daqui por diante. As carnes assadas mais tenras já foram, e, tirando o Criciúma, desperdiçamos os pontos.

    Pela sequência que temos pela frente, fica fácil observar que os dois jogos que temos mais chance de pontuar são os de hoje e contra o Vice.

    Logo, hoje não é dia de jogar pelo empate. Questão de lógica.
    Dia de tentar a vitória. Se perder, mas buscando a vitória a todo custo, ok. Mas espero não me deparar com a postura pusilânime de ficar cozinhando o jogo e deixando o tempo passar, até acabar tomando um, como temos visto o campeonato todo, com resultados sofríveis.

    Empatar ou perder, tanto faz. Precisamos de 5 vitórias e hoje é uma excelente chance. O Fla tem que ter espírito de Fla hoje.

    Vamo Jayme. Incute Flamengo na cabeça dessa mulambada!

  2. Nefasta é a palavra certa para a contusão do Samir. O moleque tava senhor da zaga.

    Não bastasse isso, ainda ressuscitou o Ué…

    Jayme, não me apronte essa hein!!!
    Lembre- se da ultima tentativa de ressuscitar um zagueiro odiado pela torcida como acabou…

  3. Estou postando esse comentário aos 22 do segundo tempo.

    Estou extremamente satisfeito com a postura do time em campo.

    O jogo está facílimo para ser ganho com sobras. O Coritiba está morto e nos entregando contra-ataque em cima de contra-ataque. Mas estamos desperdiçando todos por causa dos seguidos erros bisonhos do Hernane e porque André Santos e Carlos Eduardo estao pregados mais uma vez, e o Coritiba está começando a ganhar campo.

    Então segue a pergunta: cadê a molecada agora? Não era hora de um Nixon, um Rafinha, um Adryan, pra entrarem na boa, sem responsabilidade, e botarem correria pra cima dos caras?

    Por que só entram na furada, tendo que resolver?

    Isso eu não entendo…

  4. Aí entra o Cáceres….

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: