Uncategorized

Encerramento

A administração do Blog da FlamengoNet comunica o encerramento das atividades. Queremos agradecer a todos os amigos que fizemos durante nossa existência, bem como a todos aqueles que colaboraram com textos, fotos e vídeos. E aos amigos Sidney e Carlos Bastos, por confiarem em nossas mãos os cuidados com o blog. Deixamos de legado o […]

FLAMENGÔMETRO nº 211

REPETIÇÕES, REPETIÇÕES e REPETIÇÕES Mais uma vez o Flamengo venceu jogando bem o primeiro tempo e emperrando o segundo. Mais uma vez o Flamengo venceu com muitos gols no primeiro tempo (todas as vitórias foram assim), e mais uma vez ameaçou se complicar. Como tive que sair durante o intervalo, saí de casa com o […]

FLAMENGÔMETRO nº 210

JAYME: O NOME DA ESPERANÇA Não entendam isso como uma empolgação exagerada ou forçação de barra, mas quando vejo o Jayme à beira do campo, lembro-me do sensacional (ainda que subestimado) Carlinhos. A serenidade, a tranquilidade, mas ao mesmo tempo o comprometimento com um estilo de jogo mais adequado ao que sempre vingou no Flamengo. […]

FLAMENGÔMETRO nº 209

E AGORA, VAMOS GANHAR DE QUEM? Fala a razão: Não ganhamos sequer do Náutico. Do Náutico de dez míseros pontinhos e dez míseros gols! E agora? Fala a paixão: contra o Cruzeiro não tínhamos a menor chance. Passamos.  Hora de arrebentar com a lógica, mais uma vez…

FLAMENGÔMETRO nº 208

ESTE TIME EXECUTOU UMA OPERAÇÃO ILEGAL E SERÁ DERROTADO Triste sina de um time que está tão habituado a jogar mal, que quando consegue jogar bem, gera uma pane no sistema, e acaba travando.  Mais um vexame, o maior do ano? Difícil dizer, num ano em que também tomamos quatro gols de um time cujo […]

FLAMENGÔMETRO nº 207

RETENÇÃO NA PONTE E o Flamengo segue sua estranha mania de não tentar vencer os jogos em casa. Apesar dos jogadores ruins e mal-escalados, apesar de todos os problemas sabido do time, apesar dos desfalques, alguém precisa explicar ao Mano que não está proibido ganhar fora de casa. O adversário era fraco, vinha de sete […]

FLAMENGÔMETRO nº 206

DÉJÀ VU Como no jogo contra o Vitória, o Flamengo foi para cima do adversário, ainda que atabalhoadamente, mas conseguiu os gols. Da mesma forma, abriu dois gols de vantagem, e da mesma maneira, parou de jogar, esperando que o jogo acabasse. E como no jogo contra os baianos, bobeou e levou mais um golzinho. […]